Tag Archive | "neo geo"

DICA DE GAME: Conheça o KOF’97 Neo Charity Team Hack de rodoviária


RockySilva_MLV-KOF97NeoCharityTeamHack-SLIDESabe aquele Street Fighter’II de rodoviária que foi um sucesso nos anos 90? Com certeza você já viu algumas de KOF’2002 por aí (e talvez umas de KOF’97, KOF’2001…) mas nem sempre trazem novidades e diversão. Eu sou um que torce nariz pra Hacks e normalmente passo longe na hora do lazer, porém, sempre me dou ao trabalho de experimentá-las antes de formar uma opinião. No meio das brincadeiras, algumas acabam me conquistando por serem bem boladas, outras pelo modo versus que consegue ser divertida mesmo feita porcamente, e tem aquelas com o single player interessante, são vários motivos.

Nessa onda de experimentos eu acabo conhecendo as que viram favoritas, e a KOF’97 Neo Charity Team Hack é uma delas. Por isso, venho como um bom amigo gamer, e trago ela pra vocês darem aquela brisada no Offline e quem sabe até num Online com seus parceiros.

Veja o video para conhecer melhor o que está por vir na sua jogatina e não deixe de mandar pra os amigos! Diga aí nos comentários o que achou!

DOWNLOAD: Opção 1 (Mega) / Opção 2 (4Shared) / Opção 3 (Mediafire)
SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.RockySilva.com.br
(OBS: Após abrir o link, espere a contagem regressiva na barra do topo e depois clique em “FECHAR PROPAGANDA” que aparecerá para acessar o download. Agradeço a compreensão e contribuição.)

Posted in + trabalhos do Rocky Silva, Arcade, Dica de Game, Dica de Game, Downloads, Hack, Luta, My Little Videos, Rocky Silva, RockySilvaBR Youtube, Videos, Youtube RockySilvaBRComments (0)

1996: A Revolução Gamer


1996

Em 1984, houve um “crash” na indústria dos jogos. A indústria estagnou por 3 motivos: havia vários consoles nas lojas (12, pra ser mais exato) e a diferença gráfica entre eles era minima, os controles eram pouco precisos ou costumavam quebrar facilmente e não havia uma Assistência Técnica Especializada na época. A falta de criatividade das produtoras em fazer jogos diferentes, a maioria eram apenas clones um dos outros pela falta de direitos autorais naquela época.

Isso fez com que várias empresas como a Mattel, Coleco e outras menos conhecidas quebrassem no seu departamento de jogos e nunca mais fossem uma potência novamente. A Coleco ainda chegou a fabricar alguns computadores mas ela nunca mais foi a mesma. A Atari foi a única que sobreviveu mas também nunca fez nada memorável até que ela decidiu parar de fazer hardware.

Mas essa história todos já conhecem. O que estou para comentar aqui foi outro “crash” que aconteceu na história mas não foi tão forte e abalador quanto o de 1983, mas afetou as pequenas produtoras e chegou a afetar um pouco o futuro das grandes.

O ano: 1996. Pouca gente prestou atenção nisso porque estavam todos loucos pra jogar o Nintendo 64 que acabara de sair, ou estavam comentando sobre o leitor de “farinha” do PlayStation que quebrava facilmente ou do Sega Saturn que havia sido lançado mas não estava superando as expectativas da Sega.

Enquanto esses 3 consoles estavam “bombando” na mídia, exatos 10 consoles/add-ons estavam sendo descontinuados: Sega CD, Sega 32X, TurboGrafx 16/PC Engine, Turbo Duo/PC Engine CD, 3DO, Atari Jaguar, Atari Jaguar CD, Philips CD-i, Virtual Boy e o Apple Pippin (esse no comecinho de 1997).

Até o fim da década de 1990, era comum ver uma ou outra empresa grande em outro departamento apostar na industria de jogos mas quase sempre essa ideia não dava certo – ainda mais depois que a Nintendo trouxe os direitos autorais e conseguia segurar a maioria dos jogos exclusivos de outras empresas em seus consoles até 1996.

A verdade é que empresas como a Atari perderam a força porque não conseguiram se adaptar ao novo mercado multimilionário e tiveram que reformular seus planos, que nesse caso seria ao invés de produzir hardware passar a fabricar software para os consoles das outras empresas.

Grandes idéias, como a 3DO Company de Trip Hawkins falharam quase que completamente mesmo com apoio de grandes empresas como LG, Matsushita (Panasonic), AT&T, Time Warner e Electronic Arts. No começo as empresas até acharam legal a cobrança de apenas 3 dólares para poder lançar um jogo no console, mas como o alto preço inicial do console e a falta de variedade de títulos no lançamento acuminou na decadência rápida do console.

A ideia de Trip não era criar um novo console, mas sim criar um padrão como a JVC havia feito com o Video Cassete: qualquer empresa pagava um pequeno royalty para a 3DO Company e poderia fabricá-lo – mas a ideia falhou porque haviam muitas empresas envolvidas com o 3DO e a royalty era paga a todas elas, o que deixava o preço um pouco fora do alcance do público. Isso também fez com que muitas publicadoras ficassem longe do console.

O Philips CD-i, por exemplo, que nasceu no desenvolvimento do SNES CD que estava sendo produzido pela Sony mas a Nintendo acabou chamando também a Philips para desenvolver um. Isso irritou a Sony que largou o seu projeto e fez o PlayStation e a Philips também largaria o seu e transformaria no CD-i que falhou por investir em quase que sua maioria jogos FMV (que estavam em “alta” na época) mas tinha controles péssimos e pouca variedade de jogos no fim das contas.

O marketing também era uma coisa importante na época, e foi o que acabou com a credibilidade da Atari. O seu console Atari Jaguar foi vendido como um aparelho de “64-bits” por conter 2 processadores de 32-bits de pequena potência dentro do console mas devido ao tamanho pífio do cartucho (apenas 32mbit) isso acabou gerando vários jogos com gráficos que eram pouco melhores do que um Mega Drive/Super Nintendo, quem diria confrontar com um Sega Saturn por exemplo.

Então ela pensou que lançar um add-on de CD resolveria, e novamente não resolveu. O seu hardware era fraco, defasado e o add-on morreu pouco menos de 1 ano depois que foi lançado com pouquíssimas unidades vendidas.

Nem mesmo a Nintendo escapou. O Virtual Boy é conhecido mundialmente como uma das maiores falhas da indústria. O projeto era pretensioso durante seu desenvolvimento mas acabou esbarrado numa limitação de 2 cores (vermelha e preta) para baratear o custo do hardware e acuminou em apenas 17 jogos desenvolvimentos para a plataforma em pouco mais de 1 ano.

Quem acompanhava as notícias na época podia ver que haviam mais de 100 jogos anunciados para ele e todos foram cancelados de uma hora pra outra depois do seu lançamento.

A verdade é que a indústria amadureceu em 1996. Não era apenas lançar “qualquer coisa” e fazer um marketing bonitinho que faria com que os jogadores comprassem seu console. Em 1996, a internet já estava engatinhando e o que não faltavam eram revistas com reviews dos jogos – coisa que não havia em 1984 quando aconteceu o primeiro Crash. Você podia conhecer o jogo antes mesmo de comprá-lo, nem que fosse apenas por imagens e opiniões de outros jogadores.

A Sega se deu mal fora do Japão: embora no Mega Drive a situação fosse contrária, no Saturn ela apostou contra a maré da industria e colocou um hardware mais potente para o 2D e muito complexo de se programar e depois de pouco mais de 1 ano as empresas começaram a correr do console e apenas no Japão a produção ficou a mesma – é tanto que o Saturn lá foi descontinuado apenas em 2000, enquanto no resto do mundo foi em 1998 com pouquíssimos lançamentos naquele ano.

A Nintendo também sofreu por se “opor” a tendência da indústria: seu novo console foi atrasado por 1 ano e saiu em 1996 usando cartuchos que eram caros de fabricar e acabavam por ter cortes no áudio e CGs em quase todos os jogos, raras foram as exceções como Resident Evil 2. Isso fez com que a maioria das grandes empresas como Squaresoft, Enix, Capcom, Konami, entre outras, lançassem poucos ou nenhum jogos na plataforma e migrassem seus projetos para o PlayStation.

Na 5ª Geração de Consoles, a Sony foi a grande vencedora porque o seu console era barato, tinha um hardware bom e fácil de programar, utilizava CDs, com o cartão de memória você podia salvar os jogos e jogar na casa dos seus amigos (valido para todos os jogos) e o seu controle até hoje é considerado por muitos o melhor controle já criado da história.

A verdade é que esse “crash” de 1996 ensinou as empresas uma coisa: não adianta ir contra a indústria se a sua ideia não é melhor do que as concorrentes e não adianta se fechar apenas para o seu nicho de jogadores, o foco deve ser sempre a maior fatia do mercado se quiser ser a empresa que dita as tendências e ela quiser permanecer no topo.

Posted in Colunas, Matérias do UsoppComments (0)

RUMOR: The King of Fighters XIV está chegando aí?


RockySilva_TheKingOfFightersXIV_LogoFan-SLIDENeste ano de 2014 a franquia The King of Fighters completa 20 anos e com tantos pachinkos, games de smartphones, relançamentos após tantos rumores, com certeza muitos fãs já perderam as esperanças após tantos rumores que quando se revelaram foram decepcionantes.

Mas, parece que desta vez tudo indica para um final feliz! E parece que a franquia pode ganhar mais um game do jeito que os fãs merecem! (Pelo menos é o que eu também espero!)

O logo não é oficial, é feito por um fã. E este rumor se deu em uma postagem do site DualShockers alegando que a SNK Playmore registrou uma nova marca para a franquia no mês passado, que entrou na classe de Arcades, videogames, acessórios e games online. O que dá a entender que possa ser um game para Arcades e consoles com jogatina online, já que não menciona Pachinkos e nem Smartphones!

 

Anteriormente a SNK Playmore  teve uma marca de The King of Fighters registrada, mas tratava-se de uma renovação de título antigo. O novo registro é diferente do anterior, pois gera novas possibilidades por ter a validade até 2018 de acordo com o site que noticiou. Ou seja, é um registro novo e não uma renovação! O que faz a pulga atrás da orelha fazer suruba!

Com a chegada do The Rhythm of Fighters – SNK Original Sound Collection um dos rumores foram confirmados, muitos fãs ficaram decepcionados por não ser um novo game da franquia no formato que estão acostumados e ser apenas para smartphones. Outros até comemoraram pelo fato de não ter sido mais um pachinko com franquias SNK e por amarem as músicas da empresa.

O novo registro faz os fãs viajarem e sonharem com o que pode estar por vir! E você? O que acha?

Posted in Nóticias de GamesComments (0)

Veja 100% Combos diferentes de The King of Fighters’95


RockySilva_KOF95KyoBanner-SLIDE

Um video como este com toda a certeza te trará a nostalgia de um velho game que ainda vale a pena ser jogado. Ainda mais quando vemos um video deste lotado de combos de repente você já fez (ou ainda faz!) e outros você talvez nem pensou que seriam possíveis.

De começo você vai dizer que são combos básicos que você já conhecia! Assim como também tem muitos combos que eu faço que não consta no video… mas vai vendo…

Assista a este video de combos do The King of Fighters’95, e admire-se com o caldo que um game com quase 20 anos de existência pode te dar!

Clica em play mané… e bom treinamento!

Posted in Arcade, Cheats/Dicas, Colunas, Matérias do Rocky Silva, NeoGeo AES, NeoGeo CD, Nóticias de Games, Outros, Variedades/Outros, VideosComments (0)

VIDEO: Assista ao Metal Chaves Slug 8


RockySilva_MetalChavesSlug8-SLIDE

A internet tem tanta coisa que as vezes nos deparamos com coisas antigas, mas que nunca vimos! No meu caso, estava navegando por aí e dei de cara com este video de Chaves com Metal Slug! Certas cenas me fizeram rir de montão!

Se você tem um trampo gamer que acha interessante ou conhece algum que queira indicar! Manda pra a gente! Como este, o seu pode dar as caras aqui!

Ficou curioso Vagabaund’s? Manda o play mané!

Posted in Humor, VideosComments (0)

FailSificados Especial #1 – Cartuchos (COM VIDEOS)


RockySilva_FailSificadosEspecial1-SLIDEINSCREVA-SE: www.youtube.com/RockySilvaBR
CURTA: www.facebook.com/RockySilvaBR

(Qualquer erro, copie o endereço ou use as barras ao lado!)

Vagabaund’s e Gente Fina’s RockySilvanista’s gamerzistas que chegaram aqui de uma forma sem explicação, mas que é brisa demais pra deixar de lado! Mais um da série FailSificados. Mas ao ínves de trazer a parte 5 da parada, resolvi fazer um especial voltado aos games.

Naquele tempo os pirateiros gamers de plantão faziam de tudo para vender suas versões de games. Quando não era uma versão hackeada com apenas algumas modificações de um original, era um game ‘inédito’ de uma franquia que nunca deu as caras por lá… quando não aproveitavam a engine de alguma coisa se aventurando ao criar sua própria franquia pirata. Juro pra você, na época eu joguei muito destas versões encontradas no centro da cidade de São Paulo ou no bairro da Liberdade-SP, e algumas até interessantes. Infelizmente a maioria delas nunca deram as caras na internet nem via ROM, nem por venda de usados e nem por fotos. Outras são raras, mas até trombamos por aí. Ah, como eu queria achar algumas…

Então pega seu joystick genérico, seu PolyStation e acompanhe este maravilhoso post patrocinado por Refrigeréco e Pipocas açúcaradas de embalagem rosa.

Perdeu os outros ‘FAILsificados’? Veja aqui: PARTE #1, PARTE #2, PARTE #3 e PARTE #4.
Envie sua FAILsificação: E-MAIL DO BLOG com seu nome ou na FAN PAGE  via mensagem PVT.

RockySilva_FailsficadosSP_KOF98Cart_SEGAGENESISRockySilva_FailsficadosSP_KOF98Capa_SEGAGENESIS
THE KING OF FIGHTERS’98 (SEGA GENESIS) – Qual dono de Super Nintendo ou Sega Mega Drive fã dos Arcades não sonhava com qualquer KOF nos seus consoles de época? Mas assim? Porra! Já joguei em um arcade de minutos. Visualmente é normal. Digamos, um mugen mais mal feito. Abertura ‘própria’ (com a música do Power Rangers?) e tudo mais. Personagens ripados de games Capcom e SNK das versões SNES (alguns com os nomes corretos e outros com nomes parecidos). Uma variação de ‘3 trios’ para escolher na esquerda e mais 3 na direita que são iguais aos do esquerda, tipo versão ‘Orochi’ ou famosos endemoniados (mudam porra nenhuma!). Chega a hora de começar a luta, e você ve que é horrivel de fazer os comandos. hahahaha… Não sei se a engine foi do Power Rangers versão SEGA, mas as músicas são. As stages são versões editadas de alguns games existente. Play no video pra não dizer que estou mentindo hahaha. Uma mistureba de ripagem! Quer jogar um game trash pra rir com os bros? Esse é um! Ponha suas luvas e lubrificantes nos dedos. Porque caleja mais que punheta!

RockySilva_FailsficadosSP_KOF2000_SNES
THE KING OF FIGHTERS’2000 (SUPER NES) – Praticamente uma ‘evolução’ do game postado acima. Com outros personagens (mas no mesmo esquema original e Orochi’s), a jogabilidade melhorou 1% nos comandos, mas ainda é a mesma tonteira! O Player Select até parece uma versão simplificada da versão original de KOF’97. Eu não duvido nada que a engine em si seja a do Final Fight 2, porque a facilidade de encaixar hits iguais várias vezes é impressionante. Inclusive todas as músicas e efeitos são do mesmo game. Dá um look e se liga no combo de botões que o Ryo faz hahaha. Mais um pra você rachar com os brothers!

RockySilva_FailsficadosSP_StreetFighterEXB_SNESRockySilva_FailsficadosSP_StreetFighterEX_SNES
STREET FIGHTER EX PLUS A – Aaaaaaaaaaaaaaaah, fala sério! Eu se visse esse cartucho na época teria ficado curioso pra baraio. Teria imaginado pelo menos um gráfico aos moldes de Donkey Kong e Killer Instinct, mas nãããão… A parada é outras idéias! Deu pra ver de que foi um esforço pra fazer os characters originais e refazer os principais em cima dos characters da série Zero/Alpha. Mas que todo som e efeito foi usado do Street Fighter 2 turbo, fato! Isso se a engine também não for… o que é provavel! Agora me pergunto… porque porra não ficou na mesma jogabilidade? Prepare-se pra calejar… …ou deixa quieto?

RockySilva_FailsficadosSP_Tekken2C_SNESRockySilva_FailsficadosSP_Tekken2_SNESRockySilva_FailsficadosSP_Tekken2B_SNES
TEKKEN 2 (SUPER NES) – Esse eu aluguei! E vou te falar a verdade… foi um dos melhores games piratex que já joguei. Nesse molde também joguei o Tekken VS Virtua Fighter quando trabalhei em loja de games. Apesar de simples, tem uma jogabilidade aceitável. A tela de seleção é bem bonita com as fotos bonitas. Na moral, esse eu joguei com gosto. Não é perfeito, tem seus bugs… mas é tão xarope quanto a versão oficial de Tekken 2. Mas isso é muito mais legal 2 player! Chuuuuuuuuupa seus cabritos! Falei bem de um hahahaha

RockySilva_FailsficadosSP_Titanic_SNES
TITANIC (SUPER NES) – O console no qual eu mais vi coisas que nunca esperava era o Super Nintendo (a Nintendo em si), acho que por ser mais popular na época. Mas ver Titanic foi uma das que mais me deixaram pasmo. Mais um que infelizmente não encontrei video da versão Super Nintend (já da versão Nintendinho existe aos montes). Como eu queria jogar! Talvez até me surpreenderia… …Nãããh! Será? Ja sei… é pra ver quem aguenta mais tempo nas águas geladas… eu vou de Rose!… iiiih, ganhei!

RockySilva_FailsficadosSP_Hercules_SNES
ACTION GAME HÉRCULES (SUPER NES) – A letra tá muito miúda, então não sei o nome exato. Mas na moral? Não acharia tão absurdo uma versão para o Super Nintendo do game Hércules, vendo que eu jogava no PSX por lembrar os games Disney para este console. Mas deve ter ficado uma tranqueiiiiira hahahaha… Pooooora, como eu queria ter achado um video disso! Se você achar, lembre-se de mandar pra cá!

RockySilva_FailsficadosSP_DIGIMON_SNES
DIGIMON ADVENTURE (SUPER NES) – O que dizer? Nada mal… barulinhos irritantes, mas eu não me lembro de games chupinhados… a não ser o Bonkers do SNES (Se não estiver enganado) com músicas e efeitos. Então esse eu deixo pra você! Mais um que eu falo bem em medida de beleza, mas não tem nada com Digimon … só os personagens. Bonitinho o peste até… só pelo video achei chato bagaraimon! Mas deixaria uma criança jogar! Como será o final dessa coisa? Me aguaaardem… me aguaaaardemon… Beeeeengamoooon Digivolve paaaaaaaaraaaaaa… PI-RO-CA-MOOOOOON!… Pqp… Xiiiu Rocky!

RockySilva_FailsficadosSP_PokemonStadiumB_SNES<RockySilva_FailsficadosSP_PokemonStadium_SNES
POKÉMON STADIUM (SUPER NES) – Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah (Grito mesmo!), eu quero! Eu quero! Eu quero essa Trashêza da Real. Quem não tinha um Nintendo 64 na época, era assim que se contentava! Com um Pokémon fundo de quintal… Nada do que pela capa eu esperaria ser… mas com certeza enganou a molecada facinho! Até que ficou bonito, mas o nome dos Pokémons você vai rir ao ver o video hahahaha… Alguém me fala onde tem completão que eu vou buscar! Sorte de vocês que o Super Nintendo não precisava de destrava pra cartuchos piratas. E quando queria jogar um de Super Famicom sem adaptador era só arrancar duas travinhas de encaixe do console ou fazer dois pequenos rombos estratégicos no cartucho! Cartuchinho colorido! Piratinha de Elite! Temos que pegar…

RockySilva_FailsficadosSP_GTAIV_NES
GTA IV (NES) [Enviado por Marcos Gabriel] – Cara, eu juro! Eu juuuuuuuro que tentei encontrar video dessa bobônica! Mas é meio surreal. Ver um game de SNES ou MEGA pra NES, ok! Ver um da SNK, talvez! Ver um de PSX, estranho… mas ver um dos consoles da nova geração… que poooooooorra! Fiquei curioso! Se um dia eu achar, faço um video! Se você tiver um video demonstrativo manda pra mim que coloco aqui hahahaha Caaaaaraaaaalh…piiiii. E parece que a foto foi tirada em uma loja de games! Me fala onde tem lacradinho que eu vou buscar esse cartucho de Famicom! E aqueles portáteis china ali? hahahaha

E se você perdeu os outros ‘FAILsificados’…
Veja aqui: PARTE #1, PARTE #2, PARTE #3 e PARTE #4.
E até o próximo Failsificados! Porque eu sempre quero mais!

Posted in Colunas, FAILsificados, Humor, Matérias do Rocky Silva, Nóticias de GamesComments (0)


Siga @RockySilvaBR